Quando me encontrei


[...]

Quando me encontrei, vi-me guardado. Mas não me importei. Estava outro. Convivera com Deus, sendo-o, e tudo era fraterno para mim [...] e eu era fraterno para tudo [?] Quando beijo as pedras e as arvores e os raios de luz elles beijam-me tambem. Esses beijos são orações que eu e as cousas resamos juntos tão Deusmente fraternos e agradecidos de ser.


Título: Quando me encontrei
Heterónimo: Bernardo Soares
Volume: I
Número: 216
Página: 243
Nota: [8-10a, ms. pt.];
Testemunhos

Edições dos Peritos


Edições Virtuais