Ler é sonhar pela mão de outrem


Ler é sonhar pela mão de outrem. Ler mal e por alto é libertarmo-nos da mão que nos conduz. A superficialidade na erudição é o melhor modo de ler bem e ser profundo.

Que coisa tão reles e baixa que é a vida! Repara que para ser baixa e reles basta não a quereres, ser-te dada, nada depender da tua vontade, nem mesmo da tua ilusão da tua vontade.

Morrer é sermos outros totalmente. Por isso o suicídio é a cobardia; é entregarmo-nos totalmente à vida.


Título: Ler é sonhar pela mão de outrem
Heterónimo: Vicente Guedes
Número: 89
Página: 106
Nota: [144D(2)-137, ms.];


Edições Virtuais