Minha alma é uma orquestra oculta



Minha alma é uma orchestra occulta; não sei que instrumentos tange e range, cordas e harpas, timbales e tambores, dentro de mim. Só me conheço como symphonia.

Teresa Sobral Cunha

Richard Zenith

Jerónimo Pizarro