Jacinto do Prado Coelho

Teresa Sobral Cunha

Richard Zenith

Jerónimo Pizarro

Ha creaturas que soffrem realmente



L. do D.

Ha creaturas que soffrem realmente por não poder ter vivido na vida real com o sr. Pickwick e ter apertado a mão ao sr. Wardle. Sou um d'esses. Tenho chorado lagrimas verdadeiras sobre esse romance, por não ter vivido n'aquelle tempo, com aquella gente, gente real.
─────

Os desastres dos romances são sempre bellos porque não corre sangue autentico n'elles, nem apodrecem os mortos nos romances, nem a podridão é podre nos romances.
─────

Quando o sr. Pickwick é ridiculo, não é ridiculo, porque o é n'um romance. Quem sabe se o romance não será uma mais perfeita realidade e vida que Deus cria atravez de nós, que nós — quem sabe — existimos apenas para crear? As civilizações parece não existirem senão para produzir arte e literatura; é, palavras, o que d'ellas falla e fica. Porque não serão essas figuras extra humanas verdadeiramente reaes? Dôe-me mal na existencia mental pensar que isto possa ser assim...