Jacinto do Prado Coelho

Teresa Sobral Cunha

Vivemos da memória, que é a imaginação



Vivemos da memória, que é a imaginação do que morreu; da esperança, que é a visão no que não existe; do sonho, que é a visão do que não pode existir. Nesta trindade de vácuo.

Richard Zenith

Jerónimo Pizarro