Receção Crítica - Usa Jacinto do Prado Coelho(121)

Repudiei sempre que me compreendessem


L. do D.

Repudiei sempre que me comprehendessem. Ser comprehendido é prostituir-se. Prefiro ser tomado a serio como o que não sou, ignorado humanamente, com decencia e naturalidade.

Nada poderia indignar-me tanto como se no escriptorio me extranhassem. Quero gosar comigo a ironia de me não extranharem. Quero o cilicio de me julgarem egual a elles. Quero a crucifixão de me não distinguirem. Ha martyrios mais subtis que aquelles que se registam dos santos e dos eremitas. Ha supplicios da intelligencia como os ha do corpo e do desejo. E d'esses, como dos outros, supplicios ha uma volupia.