Receção Crítica - Usa (BNP/E3, 94-13r)

Aquella divina e illustre timidez


Aquella divina e illustre
timidez que é o guarda
            dos thesouros
e dos regália da alma.
        ─────

Ah, mas como eu desejaria
lançar ao menos n'uma
alma alguma cousa de
veneno, de desasocego e de
inquietação. Isso conso-
lar-me-hia um pouco
da nullidade de acção
em que vivo. Perverter
seria o fim da minha vida.
Mas vibra alguma alma com as
minhas palavras? Ouve-as al-


guem que não só eu?