Receção Crítica - Usa (BNP/E3, 8-3)

... este livro suave


      ... este livro suave.

É quanto resta e restará d'uma
das almas mais subtis na inercia,
mais debochadas no puro sonho que
teem visto este mundo. Nunca —
eu o creio — houve creatura por
fóra humana que mais complexa-
mente vivesse a sua conscien-
cia de si-propria. Dandy no
espirito, passeou a arte de sonhar
atravez do accaso de existir.

Este livro é a biographia autobiographia de quem nunca existiu
de alguem que nunca teve
vida.

De V. G. não se sabe nem
quem era, nem o que fazia, nem


Este livro não é d'elle: é
elle. Mas lembremo-nos sempre
de que, por detraz de tudo quanto aqui
está dito, colleia na sombra, mysterioso,

Para V. G. ter consciencia de si foi uma
arte e uma moral; sonhar foi uma religião.



────────────────────────────────────────

Elle creou definitivamente a aristocracia interior,
aquella attitude de alma que mais se parece com a propria
attitude de corpo de um aristocrata completo.