Receção Crítica - Usa Jerónimo Pizarro(454)

Aspectos


"Aspectos"

A serie, ou collecção, de livros, cuja publicação com a d'estes se inicia, /representa/, não um processo novo em litteratura, mas uma maneira nova de /empregar/ um processo já antigo.

─────

Desejo ser um creador de mythos, que é o mysterio mais alto que pode obrar alguem da humanidade.

──────────

A confecção d'estas obras não manifesta um qualquer estado de opinião metaphysica. Quero dizer: com o escrever estes "aspectos" da realidade, totalizados em pessoas que os tivessem, não pretendo /ter/ uma philosophia que insinue que só ha de real o haver aspectos de uma realidade ou elusiva, ou inexistente. Não tenho, nem essa crença philosophica, nem a crença philosophica contraria. A dentro do meu mester, que é o litterario, sou um profissional, no sentido superior que o termo tem; isto é, sou um trabalhador scientifico, que a si não permitte que tenha opiniões extranhas á especialização litteraria, a que se entrega. E o não ter nem esta, nem aquella, opinião philosophica a proposito da confecção d'estas pessoas-livros, tampouco deve induzir a crer que sou um sceptico. A questão está, num plano onde a speculação metaphysica, porque não entra legitimamente, /excusa de ter este, ou aquelle, characteristico/. Como o physico não tem metaphysica no seu laboratorio, e a não tem o clinico nos diagnosticos que faça, não porque a não tenha um homem, não porque a não possa ter, mas porque ☐
assim o problema metaphysico meu não existe, porque não pode, nem tem que, existir a dentro das capas d'estes meus livros d'outros.