Educar? Mas a educação que vantagem tem?


Educar? Mas a educação que vantagem tem? Promove a felicidade? A felicidade (a não ser a euforia dos loucos, que é horrorosa) é o sentimento da harmonia entre as condições internas e as externas da vida, de congruência entre o indivíduo e o meio próximo ou social. A educação dá essa congruência? Não a dando, dá, ao menos, o sentimento ilusório dela, para o caso da felicidade equivalente? Quem o pretende?

Ou então a educação deve ser posta de parte, porque não conduz à felicidade; ou a felicidade do indivíduo não é um fim; ou o fim, social. Mas o liberal moderno afirma, por igual, a necessidade da /cultura geral/ e que a felicidade do indivíduo é o fim a procurar nas sociedades. O liberal moderno quer, portanto, duas coisas incoexistíveis: quer comer o bolo e ficar com ele.

Mas a cultura pode ser tomada em outro sentido e como devendo ser dada para outro fim — o fim de dar mais larga apreciação da vida, maior consciência do mundo.


Título: Educar? Mas a educação que vantagem tem?
Heterónimo: Vicente Guedes
Número: 294
Página: 240 - 241
Nota: [55I-98, ms.];
Nota: Apenas Teresa Sobral Cunha inclui este texto no corpus do "Livro do Desassossego". Texto retirado do corpus na edição de 2013.
Testemunhos

Edições dos Peritos